18
Jan 11
publicado por ahaliteratura, às 11:49link do post

Os cães ladravam muito e as correntes metálicas batiam contra o cimento. A ira dos cães não fez com que Júlio fugisse deles. Antes de Sofia lhe ter contado o que lhe contou, Júlio teria passado bem longe dos cães. Mas agora os cães podiam retalhar-lhe o corpo que nada sentiria. O mal não o podia atingir e era por isso que ele ia ser capaz de o aniquilar. Tinha o dever de destruir o mal porque se tinha tornado completamente imune a ele.

 

in Cardoso, Dulce Maria, O Chão dos Pardais, ed. ASA


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Sinopse
"Ah, a Literatura!" é o novo programa de livros do Canal Q. Organizado numa lógica de clube de leitura, o programa destacará semanalmente um livro, lido e analisado por ambos os anfitriões, que procurarão acompanhar as novidades editoriais. Todos os episódios contarão com a presença de um convidado ligado ao mundo editorial e com uma série de rubricas rotativas.
Pesquisa
 
Arquivos
Subscrever feeds
blogs SAPO