11
Fev 11
publicado por ahaliteratura, às 15:39link do post | comentar

 

 

 

 

E há outra imagem decisiva, uma fotografia: René e Georgette Magritte em 28 de Junho de 1922, dia do seu casamento, os olhos luminosos dela e os gestos de ternura garantindo que o amor fou pode durar uma vida inteira. É também dessa felicidade que nasce o enigma.

 

Mexia, Pedro in As vidas dos outros, tinta-da-china 2010


Ela usava um crucifixo e alguns surrealistas (e comunistas, como o Breton - que nem era tão fanático como o Aragon) acharam isso errado e contrário aos seus princípios estéticos (?) e sugeriram que ela deixasse de usar.
Magritte, que gostava realmente dela e também da liberdade, não cedeu à chantagem e afastou-se desse grupo.
Dá que pensar, não dá?
jaime a 26 de Fevereiro de 2011 às 16:26

Sinopse
"Ah, a Literatura!" é o novo programa de livros do Canal Q. Organizado numa lógica de clube de leitura, o programa destacará semanalmente um livro, lido e analisado por ambos os anfitriões, que procurarão acompanhar as novidades editoriais. Todos os episódios contarão com a presença de um convidado ligado ao mundo editorial e com uma série de rubricas rotativas.
Pesquisa
 
Arquivos
blogs SAPO